Medicina do Trabalho

00/00/0000 - Saiba tudo sobre a Carreira de Medicina do trabalho: mercado para a especialidade, salário, perfil do especialista, Residência e muito mais. Confira agora!

A Medicina do Trabalho é a 6ª maior especialidade médica no Brasil, sendo uma das especialidades com maior número de títulos (4,2%). Ela possui poucas vagas na Residência Médica da MF, já o salário do Medico de trabalho é atrativo.

Os especialistas dessa especialidade são responsáveis em cuidar da saúde e da qualidade de vida de profissionais em seu ambiente de trabalho. A área de atuação é bem ampla, indo de empresas até ao sistema judiciário. A estabilidade e salário são grandes atrativos da Medicina do Trabalho.

 

 

O QUE FAZ E QUAL O CAMPO DE ATUAÇÃO DE UM MÉDICO DO TRABALHO?

O especialista da Medicina do trabalho pouco atua na assistência, prescrição de medicamentos e tratamento de doenças. Seu foco está na normalização e fiscalização das condições de saúde e segurança no trabalho com base em informações provenientes do ambiente e das características destes indivíduos. 

A área de atuação é bem ampla, tanto no setor público quanto no privado. O médico do trabalho atua em prevenção e perícias para instituições como: empresas privadas, sistema judiciário, sindicatos e outros centros assistenciais de saúde do trabalhador. Sua rotina possui baixo nível de estresse e normalmente não exige regime de plantão.

 

 

Salário NA MEDICINA DO TRABALHO

Segundo uma pesquisa realizada pelo Salario.com.br junto ao CAGED, um Médico do Trabalho recém-formado ganha em média um salário inicial de R$ 8.469,18 mensais para uma jornada de trabalho de 27h semanais. Claro que também depende sempre de outros fatores, como: local de trabalho, experiência, atuação, entre outros.

Assim como os médicos de Cirurgia Geral e Família e Comunidade, os especialistas da Medicina do trabalho também podem fazer concurso público e ganhar R$ 4.499,82 para 23h semanais. Seguir essa carreira concursada não é vista como uma ideia boa, pois o salário do setor público é cerca de 45% menor do que o setor privado.

 

 

PERFIL DO PROFISSIONAL MÉDICO DO TRABALHO

Por atender a saúde de trabalhadores, o médico dessa especialidade deve trabalhar preventivamente com campanhas de conscientização sobre acidentes de trabalho. Portanto, deve estar sempre familiarizado com os prováveis transtornos e ferimentos de cada ambiente.

Além disso, o médico deve mandar bem na anamnese, ter uma boa formação em clínica médica e dominar os conceitos e as ferramentas da saúde pública. Além disto, o médico de trabalho deverá estar sintonizado com os acontecimentos no mundo do trabalho, em seus aspectos sociológicos, políticos, tecnológicos e demográficos. 

 

 

PERFIL DO PACIENTE DE MEDICINA DO TRABALHO

Os pacientes são trabalhadores e trabalhadoras de todas as idades. Normalmente, o médico atua primeiramente na prevenção de doenças e acidentes no ambiente de trabalho. Contudo, às vezes precisa lidar também com lesões e patologias decorrentes, como: luxações, torções, cortes e alergias. 

 

 

MERCADO DE MEDICINA DO TRABALHO

Médico do Trabalho é um cargo que está com muita demanda no mercado de trabalho brasileiro nos últimos meses. O mercado apresenta um crescimento contínuo no país, pois praticamente toda empresa, seja ela pública ou privada, necessita dos serviços do médico de trabalho. 

A especialidade possui bastante ofertas de empregos, principalmente em regiões que possuem polo industrial. Já a cidade com mais ocorrências de contratações e por consequência com mais vagas de emprego para Médico do Trabalho é São Paulo - SP. 

 

 

RESIDÊNCIA MÉDICA EM MEDICINA DO TRABALHO

A Residência Médica de Medicina do Trabalho é de acesso direto, dura 2 anos, e tem apenas 38 vagas por ano em todo o país. Dentre as atividades desenvolvidas dentro do programa estão: 

- Passa em ambulatórios de especialidades (dermatologia; ortopedia; clínica da dor; otorrinolaringologia; pneumologia) com a finalidade de identificar e conhecer as principais patologias relacionadas ao trabalho e seu manejo; e

- Serviço de atendimento pré-hospitalar objetivando aprimorar as condutas nos casos de urgência e emergência, vivenciados na prática do especialista pela ocorrência dos acidentes de trabalho.


 

SUBESPECIALIDADES DE MEDICINA DO TRABALHO

Por ser uma especialidade exclusivamente dedicada à saúde clínica do trabalhador, não há subespecialidades que exijam Medicina do Trabalho como pré-requisito. O que existem são outras áreas médicas que de alguma forma interagem com a especialidade, como: Medicina Aeroespacial, hiperbárica, clínica da dor e perícia médica.

 

 

DISTRIBUIÇÃO REGIONAL DOS ESPECIALISTAS

A especialidade de Medicina do Trabalho é muito forte em áreas industriais, mas a distribuição de especialistas vem melhorando nos últimos anos. O Sudeste concentra 62% dos Médicos do Trabalho, seguido pelo Nordeste e Sul com 13% cada, Centro-Oeste com 8% e Norte com 4%.

 

 

FUTURO DA ESPECIALIDADE

A especialidade tende a crescer, mas depende muito da economia do país. Quanto maior a quantidade de empregados, maior a demanda por médicos de trabalho. O fato é que a Medicina do Trabalho tem se tornado cada vez mais importante no Brasil. Além disso, o próprio desenvolvimento científico na Medicina traz novidades em diagnóstico e tratamento que demandam atenção. Como, por exemplo, a Síndrome de Burnout que tem entrado no radar dos profissionais da saúde.

 

 

FICHA TÉCNICA

 

SE INTERESSOU?

Se você acha que esse é seu futuro, corre para pesquisar os próximos concursos de Residência Médica! Caso contrário, pode conferir outras especialidades no nosso Guia do R1.

Outras Carreiras Médicas: 

 

O que você gosta de estudar? Qual acha que pode ser seu destino? Conta pra gente, queremos conhecer vocês!

 

comaprtilhar 2 0 0 2193
CONTEÚDO EXCLUSIVO GRATUITO