Gastroenterologia

00/00/0000 - Saiba tudo sobre a Carreira de gastroenterologia: mercado para a especialidade, salário, perfil do gastroenterologista, Residência Médica e muito mais. Confira agora no Soul Medicina!

A gastroenterologia é a primeira opção para apenas 0,7% dos recém-formados em medicina no Brasil e por isso possui disponibilidade de vagas alta e concorrência baixa

A residência médica dessa especialidade possui pré-requisito em clínica médica e tem duração de dois anos

 

CAMPO DE ATUAÇÃO

A gastroenterologia é responsável por tratar das doenças do sistema digestório e o especialista pode atuar em consultórios e ambulatórios, realizando procedimentos e acompanhando pacientes.

Os gastroenterologistas costumam realizar: 

. Biópsia hepática transparietal;
Cápsula endoscópica;
Colangiopancreatografia endoscópica retrógrada;
Colonoscopia;
Enteroscopia;
Endoscopia digestiva alta;
Fibroscan; 
Manometria anorretal e biofeedback;
Manometria esofágica convencional e de alta resolução;
pHmetria e impedanciometria esofágica de 24h;
Retossigmoidoscopia;
Testes respiratórios (supercrescimento bacteriano, intolerância a lactose);
Ultrassonografia de abdome superior; 

 

De acordo com uma revisão de estudos feita pela Universidade de Alberta, no Canadá, 16% dos pacientes com Covid-19 podem apresentar apenas sintomas gastrointestinais como a diarréia, dor abdominal generalizada, náuseas, perda de apetite e vômitos. 

O número de pacientes com doenças gastrointestinais pode ser associado à falta de saneamento, pois, no Brasil, apenas 53% da população tem acesso a coleta de esgoto e 100 milhões de brasileiros não possui esse serviço.

 

 

REMUNERAÇÃO

De acordo com o site salario.com, o gastroenterologista concursado possui estabilidade e menor jornada de trabalho, porém a remuneração no setor público é aproximadamente 48% menor que a média salarial do setor privado. 

O gastroenterologista possui uma média salarial de R$ 4.178,23 por 16 horas semanais.

A endoscopia digestiva alta, exame que faz parte da rotina do gastroenterologista, possui uma faixa de R$ 350 no laboratório e R$ 600 no ambiente hospitalar e o valor da colonoscopia pode variar de R$400 a R$ 700. 

 

O salário também pode variar de acordo com o segmento da empresa, por exemplo:

Segmento da empresa

Média Salarial

Atividades de Associações de Defesa de Direitos Sociais

R$ 6.919,65

Atividades de Atenção Ambulatorial

R$ 5.911,27

Atividades de Atendimento Hospitalar

R$ 5.658,40

 

 

PERFIL DO PROFISSIONAL

O profissional dessa especialidade deve ser capacitado para entender tecnologias, técnicas e abordagens, pois a endoscopia digestiva é um exame que faz parte da rotina do gastroenterologista e é bem abrangente. 

Em gastroenterologia, 53,9% dos especialistas são homens e 46,1% são mulheres e possuem média de idade de 48 anos.

 

 

PERFIL DO PACIENTE

Os pacientes de gastroenterologia são adultos e idosos de ambos os sexos podendo apresentar sintomas que envolvem órgãos relacionados à digestão.

Os pacientes podem apresentar doenças como ansiedade e depressão, por isso é tão importante que o profissional esteja atento e tenha um conhecimento sobre psiquiatria. 

Para atuar com crianças, é necessário que o especialista faça mais dois anos de residência médica em gastroenterologia pediátrica.

 

 

MERCADO DE GASTROENTEROLOGIA 

Atualmente, há 4.881 especialistas na área, mas existe uma falta de profissionais de gastroenterologia e geralmente, o recém formado começa a atuar em grupos já definidos acompanhando pacientes internados. 

No caso do gastroenterologista concursado ele atua como agente público e como CLT, podendo exercer a profissão em qualquer administração. 

A atuação em hospitais no início da carreira é propícia para criar uma rede de clientes, porém ter seu próprio consultório deve ser algo pensado, pois investimento  é grande devido ao exame de endoscopia. 

 

 

RESIDÊNCIA MÉDICA EM GASTROENTEROLOGIA 

Em geral a residência médica em gastroenterologia se divide em:

Primeiro ano (R3)

Segundo ano (R4)

Formação hospitalar e atividades na enfermaria

O ensino costuma ser majoritariamente ambulatorial  e no setor de endoscopia e ambulatórios.

 

O residente irá lidar com pacientes cirróticos descompensados, doença inflamatória intestinal, casos investigativos, preparo para o exame endoscópico do intestino grosso e do reto e outros casos. 

Em 2018, 192 vagas foram autorizadas para a residência e 52 vagas não foram ocupadas. 

Além do gastroenterologista, o clínico geral e o cirurgião geral também podem realizar um quinto ano (R5) em endoscopia digestiva podendo guardar o título ou se certificar na área de atuação.

No decorrer da residência, o residente faz parte de reuniões didáticas, multidisciplinares, anátomo-clínicas, entre outras. 

 

 

O FUTURO DA GASTROENTEROLOGIA 

A tecnologia contribuiu para a evolução da endoscopia digestiva por meio da ecoendoscopia, cápsula endoscópica, endoscopia digestiva em HD. Com isso, o número de exames pode ser reduzido e há maior precisão nos diagnósticos. 

A tendência é que área da gastroenterologia se desenvolva, devido a tecnologia que possibilita novas formas de tratamentos.

 

DISTRIBUIÇÃO REGIONAL: 

 

SE INTERESSOU?

Você acha que seu futuro é ser um gastroenterologista? Acredita que essa especialidade é perfeita para você? Então saiba quando serão as próximas provas conferindo os editais no Plantão de Concursos MEDGRUPO e fique por dentro de outras especialidades no nosso Guia da R1

 

FICHA TÉCNICA

 

 

OUTRAS CARREIRAS MÉDICAS:

Anestesiologia;

Cardiologia;

Cirurgia Geral;

Clínica Médica;

Dermatologia;

Ginecologia e Obstetrícia;

Infectologia;

Mastologia;

Medicina do Trabalho;​

Medicina de Família e Comunidade;

Pediatria;

Radiologia;

Otorrino;

Ortopedia;

Oftalmologia;

Psiquiatria;

Cirurgia Plástica;

Medicina Intensiva;

Oncologia

Nefrologia e

Neurologia.

comaprtilhar 1 0 0 2253
CONTEÚDO EXCLUSIVO GRATUITO