Medicina do Exercício e do Esporte

00/00/0000 - Já se perguntou sobre os detalhes da especialização em Medicina do Exercício e do Esporte?! Ela pode ser perfeita para você! Leia a matéria para saber mais!

Com um olhar voltado para a qualidade de vida, melhora da saúde e desempenho esportivo, a Medicina do Exercício e do Esporte, ou apenas Medicina Esportiva, é uma área em constante crescimento no nosso país. 

 

Essa é uma especialidade não cirúrgica e de acesso direto, com três anos de duração - sendo o primeiro voltado principalmente para clínica médica e pediatria. Atualmente contamos com 898 profissionais titulados nessa Residência, estando entre as oito especializações com menos de 1.000 médicos no país.

 

Segundo pesquisa do IBGE de 2020, 40,3% da população brasileira acima dos 18 anos são considerados sedentários, o que aumenta ainda mais a importância e a relevância dos profissionais aptos a propagar os benefícios das atividades físicas e suas precauções.

 

 

ÁREA DE ATUAÇÃO

 

É importante não confundir essa área com a Ortopedia! Enquanto esta foca seus esforços em uma parte específica do organismo para tratar lesões, a Medicina Esportiva cuida do corpo como um todo, tendo a prática do exercício como ferramenta de análise e meio para a melhoria da saúde. 

 

A atuação desse profissional é muito ampla e requer o conhecimento de todas as áreas da medicina, envolvendo avaliações cardiológicas, ortopédicas, metabólicas e até mesmo do sistema imunológico.

 

Esse médico pode atuar em consultórios, clínicas particulares, associações e clubes esportivos e em centros de reabilitação. Dentre as atribuições desse especialista podemos citar como principais: orientar a prática esportiva adequada, tratar e prevenir lesões e melhorar o rendimento e performance.

 

 

REMUNERAÇÃO

 

 

PERFIL DO PACIENTE

 

A Medicina Esportiva é para todos. Ela abrange todas as faixas etárias, englobando crianças, adolescentes, adultos e idosos, independente do seu nível de atividade física. 

 

Sejam sedentários, iniciantes, praticantes ou atletas, os pacientes dos profissionais dessa área geralmente estão em busca de uma melhoria no desempenho, na qualidade de vida, disposição e do sono, no equilíbrio entre a rotina, a alimentação e os exercícios e até mesmo quem deseja iniciar em alguma atividade física adequada ao seu organismo.

 

PERFIL DO MÉDICO

 

 

Por se tratar de um trabalho que exige relação direta e constante entre o médico e paciente, é essencial que o especialista em Medicina Esportiva tenha uma excelente relação interpessoal e boa comunicação. 

 

O bom humor também deve sempre estar presente, assim como a disposição física e uma visão ampla sobre as práticas esportivas.

 

No caso dos profissionais que acompanham clubes e atletas de alta performance, também é necessária organização e a capacidade de tomar decisões rápidas e assertivas, tendo clareza e certeza sobre o momento ideal de poupar um integrante do time.

 

DISTRIBUIÇÃO REGIONAL

 

 

SE INTERESSOU?!

 

Se você gostou desse panorama e acha que essa é a sua especialidade, confira agora quais são os próximos concursos de Residência Médica! Mas, se ainda estiver pensando em outras possibilidades dentro da Medicina, vem aqui no Guia do R1.

 

comaprtilhar 3 0 0 670
CONTEÚDO EXCLUSIVO GRATUITO