O turismo de saúde e as oportunidades no Brasil
turismo_saude_interna

28/11/2018 - Veja como cresce o Turismo de Saúde no Brasil e o que afeta na Cirurgia, Medicina Esportiva e Ortopedia. Você vai se surpreender com as oportunidades!

Esqueça as belas praias, paisagens, etc... a Medicina brasileira também tem atraído turistas de todo o mundo. O fluxo, que antes era de brasileiros indo buscar médicos no exterior, está invertendo. Muitos estrangeiros vem ao Brasil em busca de tratamento de qualidade e preço mais em conta, realizando o chamado Turismo de Saúde.

Alguns anos atrás a procura era grande por melhores cuidados estéticos - cirurgias plásticas. Mas agora, o maior interesse é em tratamentos com ortopedistas e médicos de esporte.

 

TURISMO DE SÁUDE NO BRASIL E NO MUNDO

A Lonely Planet, uma empresa de viagens internacionais, diz que 14 milhões de pessoas fazem Turismo de Saúde todos os anos mundialmente, injetando 500 bilhões de dólares na economia mundial - em cada viagem, são gastos cerca de 3.800 e 6.000 dólares por pessoa.

De acordo com a ABRATUS (Associação Brasileira de Turismo de Saúde), os americanos representam grande parte desse tipo de atividade no Brasil e no mundo. Cerca de 3,64 milhões viajam para realizar algum procedimento de saúde por ano.

“Os pacientes americanos buscam principalmente preços mais baixos, mas geralmente se surpreendem com os outros benefícios que descobrem durante a experiência. Além de uma redução de custos de até 75% no valor, eles encontram médicos qualificados e experientes, hospitais equipados com tecnologia de ponta e acomodações luxuosas”, explica Julia Lima, presidente da ABRATUS.

 

| O Brasil recebe em torno de 1 milhão de turistas de saúde por ano e pretende dobrar essa meta até 2030. Por isso, falar outras línguas é muito importante!
 

O destino mais comum entre os estrangeiros, no Brasil, é São Paulo. A boa estrutura dos hospitais e a qualidade dos profissionais fizeram o número desses turistas dobrar nos últimos anos. Mas outros Estados não querem ficar para trás, é o caso de Pernambuco.

Percebendo o crescimento desse nicho, Pernambuco está começando a investir no Turismo de Saúde. O Estado quer se tornar referência em Turismo de Saúde e para isso, o governo local vai promover um grupo de empresas especializadas para atrair turistas em busca de tratamentos médicos. 

Conheça também as possíveis oportunidades para a especialidade de Geriatria no Brasil.

Segundo a jornalista Mirian Gasparin, cerca de 72% seguradoras de saúde e empresas internacionais enviam pacientes para realizarem tratamentos ortopédicos no Brasil.

Mas porque essa especialidade é tão procurada?

 

ORTOPEDIA E MEDICINA ESPORTIVA NO BRASIL

Além do custo mais baixo no Brasil e da qualidade dos profissionais, um outro fato explica a procura dos estrangeiros para procedimentos de ortopedia e medicina esportiva no país: o futebol. A qualidade é demonstrada pelo tempo recorde de reabilitação dos jogadores tratados no Brasil. A procura por tratamento nessas especialidades foi impulsionada ainda mais após a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

 

“A necessidade que temos em cuidar dos nossos jogadores fez com que evoluíssemos. Em contraponto ao europeu que, se um jogador se lesiona, contrata um novo, pela facilidade que o dinheiro permite. Isso fez com que a medicina aqui desenvolvesse. Nada como a vivência para crescer”, disse o ex-médico da Seleção Brasileira, José Luiz Runco, ao site Guia do Estudante.

A Ortopedia tem mais de 200 escolas de RM no Brasil e é uma área concorrida, principalmente nas regiões Sul e Sudeste. São 1.006 vagas anuais para a Residência, que dura 5 anos. O salário do especialista chega, em média, a R$ 18 mil por 20 horas semanais.

 

Já a Medicina do Esporte tem poucas escolas de Residência Médica, apenas 4 em todo o Brasil, que disponibilizam 19 vagas por ano. O residente demora 2 anos para se especializar e encontra um mercado com poucos concorrentes -apenas 869. O salário é um pouco menor que o do Ortopedista, chegando a R$ 13 mil por 20 horas semanais.

 

Muitos médicos formados em Medicina Esportiva fazem também Residência em Ortopedia, um dos principais segmentos da área e que ajudam a completar ainda mais a formação. Essas e outras especialidades você pode encontrar em nosso Guia do R1.

Fique ligado também nessas mudanças recentes em algumas especialidades:

 

 

E AÍ, ATUALIZADO?

Se você pensa em Ortopedia ou Medicina do Esporte, o Turismo de Saúde pode beneficiar você!

Compartilhe essa matéria e deixe seus amigos atualizados também!

 
 
 
 
 
comaprtilhar 3 0 0 217
CONTEÚDO EXCLUSIVO GRATUITO