Fenam divulga aumento no piso salarial dos médicos para 2019

- Fenam atualiza valor do piso salarial dos médicos brasileiros para R$ 14.619,39 e altera valor mínimo de consulta popular para R$ 179,45. Entenda as causas e consequências aqui na matéria!

Não é de hoje que a categoria Médica reivindica melhores condições de trabalhos e remuneração. Por isso que existe a Federação Nacional dos Médicos (Fenam): para lutar assiduamente por uma legislação adequada de reajuste salarial respectivo a carga horária. A cada ano o piso é reajustado pela Fenam e, dessa vez, o aumento conseguido foi de R$ 484,81 na tabela. Além disso, o preço da consulta também subiu para R$179,45.

Quer entender sobre essas mudanças? Mantenha seus olhos fixos na matéria! 

Piso salarial e preço da consulta médica em 2019

Para 2019, o novo piso salarial dos médicos será de R$ 14.619,39 por 20h semanais de trabalho. Além disso, a Fenam alterou o preço sugerido por consulta para R$ 179,45. Esse tipo de reajuste ocorre com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) e serve para orientar as negociações coletivas da categoria.

Veja os salários das especialidades Médicas.

O presidente da Fenam, Jorge Darze, ainda destacou a discrepância entre a remuneração até então e antigamente:

“Esses valores que divulgamos nacionalmente seria o valor de um salário pago a um médico se nós tivéssemos um salário mínimo hoje igual de 1961. Isso revela o quanto o salário está defasado.”

 

Darze defende que o valor do piso seja a remuneração mínima a todos os médicos, tanto no serviço público quanto no privado. Durante meses, a Federação Nacional dos Médicos buscou pesquisar junto aos sindicatos filiados um valor que contemplasse os anseios da categoria. Algo justo que incluísse custos operacionais e de remuneração profissional.

 

FENAM E A REMUNERAÇÃO DOS MÉDICOS

Os médicos e dentistas tinham uma legislação desde 1961 que regulava a carga horária dos profissionais e o piso salarial no valor igual a 3 salários mínimos. No entanto, a indexação salarial foi proibida pela Constituição Federal de 1988, o que ocasionou uma perda de referência sobre o piso dos médicos brasileiros. Desde então, a Fenam luta por uma nova legislação que regulamente o salário da categoria.

Veja as principais mudanças na Medicina:

 

Confira a evolução do piso salarial:

O MERCADO ATUAL DO MÉDICO BRASILEIRO 

O atual cenário do mercado brasileiro é muito instável e oferece uma série de riscos aos profissionais. Infelizmente, isso leva muitos médicos a se sobrecarregarem com 2 ou mais empregos para sobreviver com a dignidade. Além das péssimas condições, principalmente no setor público, isso tudo impede o médico de se atualizar e investir melhor na sua carreira.

Ainda sobre remuneração, a própria quantia ofertada não é compatível com o básico para o sustento familiar de padrão razoável. Conforme previsto na Constituição, o salário mínimo nacional deve atender às necessidades vitais básicas do trabalhador e às de sua família. Além disso, deve ser reajustado periodicamente, de modo a preservar esse equilíbrio.

VIBRANDO COM AS CONQUISTAS

Sabemos que ainda há grandes causas a serem vencidas na área Médica. Mas assim como no estádio de futebol que vibramos a cada gol feito na partida, nós comemoramos a cada conquista da categoria. Não importa o quão simples pareça ser. 

E aí, conta pra gente o que achou desses reajustes! Acha que foi adequado? Qual sua expectativa para o futuro da categoria?

 

comaprtilhar 1 0 0 1993
CONTEÚDO EXCLUSIVO GRATUITO