Estudo ativo: como se lembrar do que estudou

- Se você precisa de uma ajuda para organizar as suas revisões e memorizar o conteúdo sem problemas, essa matéria é para você! Confira abaixo a diferença do estudo passivo e ativo e algumas técnicas essenciais para a sua rotina de estudos.

Já se deparou com momentos em que apenas ler e assistir uma aula não são o suficiente para dar conta de todo o conteúdo que você precisa aprender? Isso é completamente normal, principalmente se você levar em conta o volume de matérias e especificidades que temos durante o curso de medicina.

 

Todos sabemos da importância do estudo além da sala de aula, mas você já parou para pensar no por quê?!

 

 

Quando lemos uma apostila ou assistimos uma aula, estamos recebendo o conteúdo de forma passiva - o que é ótimo para um primeiro contato com o conteúdo, mas as vezes não é capaz de suprir totalmente as nossas necessidades de assimilação. E é aqui que entram as técnicas de estudo ativo!

 

A ideia do método de estudo ativo é que o aluno se envolva, de fato, com a matéria, participando ativamente da construção e explicação do que está sendo passado.

 

Assim, para te ajudar a absorver e compreender melhor os conteúdos de aula, listamos algumas técnicas de estudo ativo que você pode colocar em prática agora na sua rotina.

 

 

Talvez a mais importante das técnicas de estudo ativo, resolver questões ajuda muito a gente a se testar e encontrar o caminho certo que precisamos seguir para focar no que realmente importa na nossa rotina de estudo. 

 

Essa técnica, além de nos possibilitar treinar o nosso grau de conhecimento, é ideal para nos familiarizarmos com modelos de provas e adequarmos nosso raciocínio a determinadas formas de questão.

 

Não podemos deixar de falar da importância de corrigir as respostas erradas. Por mais óbvio que seja, a correção dos erros é o que te permite, de fato, colocar a mão na massa, entender o que você deveria ter feito, buscar referências e refazer a questão em busca do acerto. Sempre corrijam e refaçam as questões, ok?!

 

 

A melhor forma de combinar lógica e criatividade! Os mapas mentais são uma ótima ferramenta para sair do estudo passivo e colocar a mão na massa. 

 

A ideia é que você defina um tema, pegue uma folha em branco e escreva tudo que você se lembra sobre o assunto central e suas conexões. Depois de feito, complete com as informações que faltaram consultando as apostilas e cadernos para que o mapa mental vire a sua fonte para revisão.

 

Você consegue encontrar diversos modelos prontos na internet, mas a gente recomenda que você crie os seus próprios. É através desse processo de construção que o conteúdo será mais facilmente fixado e você terá certeza de que o mapa atenderá completamente os seus objetivos. 

 

 

Sabe aqueles temas complexos, fórmulas e palavras difíceis que você precisa decorar? Os flashcards são a melhor forma de gravar!

 

Transforme o conteúdo em fichas pequenas, diretas e bem resumidas. Você também pode fazer modelos de flashcards de perguntas e respostas, usando a frente e o verso do papel. A gente te ajuda a construir um flashcard aqui!

 

O importante é tê-los sempre ao alcance para mais uma conferida para auxiliar na revisão regular dos estudos de forma rápida e eficaz. 

 

 

Sabe as suas anotações de aula, os mapas mentais e aqueles resumos super importantes que você fez? Que tal se você ler para você mesmo, como se estivesse se dando uma aula e gravar essa leitura/explicação?

 

Os áudiorresumos podem revolucionar a sua relação com os conteúdos - principalmente se você tiver um perfil de aprendizagem auditivo.  Assim, além de produzir seus resumos a partir das aulas, você cria seu próprio “podcast” para ouvir e revisar onde e quando quiser! É só gravar a sua voz com o seu celular e reproduzir sempre que puder para manter o conteúdo na sua cabeça.

 

 

Pode parecer bobagem, mas os grupos de estudo podem ajudar sim no seu aprendizado! Isso porque, seguindo a mesma lógica dos áudio-resumos, quando a gente se propõe a explicar e ensinar outra pessoa, o conteúdo flui de forma mais fácil e se torna algo mais leve. 

 

Afinal, para ensinar, a gente precisa aprender! E, no caso dos grupos, quando você tem alguém aprendendo e ensinando com você, as dúvidas e explicações se tornam mais lógicas e automáticas, o que com certeza ajudará na sua rotina de estudos. 

 

 

Pesquise, busque e seja curioso! A gente sempre pode complementar o que aprendemos com outras fontes de informação.

Tenha sempre em mãos um lugar separado para anotar dúvidas, curiosidades e detalhes que te chamaram atenção e valem a pena serem vistos com mais minúcia. O estudo pode se tornar cada vez mais prazeroso com foco e planejamento!

 

Ah! É sempre importante lembrar que o estudo ativo e passivo são complementares! Afinal, é sempre mais fácil compreender o conteúdo quando completamente visto e revisado, utilizando-se tanto das aulas para ter um primeiro contato com a matéria e acompanhamento dos professores, quanto da elaboração de resumos, resolução de questões e outras técnicas de estudo ativo para te auxiliar na memorização.

 

Quer conhecer outras técnicas de estudo? É só escolher e clicar :)

 

Técnica Feynman

Técnica Mnemônica
Método OK4R

Método Cornel

comaprtilhar 0 0 200
CONTEÚDO EXCLUSIVO GRATUITO