Como vai ser o Enem Digital em 2020

- Até 2026 o Enem passará a ser 100% digital e a prova impressa será extinta. Mas, por enquanto, ambas ainda são opcionais. Saiba como ocorrerá a avaliação em 2020!

Em junho de 2019, o ministro da Educação, Abraham Weintraub divulgou oficialmente o projeto do MEC de digitalização do Exame Nacional do Ensino Médio. Embora a meta seja abandonar totalmente a versão impressa até 2026, a transição começa em 2020 já com a disponibilidade eletrônica para algumas capitais do Brasil. Por isso, para você não ficar perdido, o Soul Medicina te fala como vai ser o Enem 2020.

 

COMO VAI SER O ENEM DIGITAL 2020

Se você pensa que poderá fazer a prova no conforto do seu quarto num notebook, sinto muito, mas não é o caso. O Enem continuará sendo exclusivamente aplicado em locais de provas determinados pelo Inep com computadores e equipamentos específicos.

 

A REDAÇÃO NA PROVA DIGITAL

A parte de redação do Enem Digital será também aplicada pelo computador, substituindo a escrita manual pela digitada. Embora o tema seja diferente entre as versões impressas e digitais, as redações ainda continuam nas exigências do exame.

 

A DIFICULDADE DO ENEM DIGITAL

Nada muda em termos de dificuldade, pois ambos modelos ainda seguem a Teoria de Resposta ao Item. Porém, as questões digitais serão diferentes das impressas já que poderão utilizar vídeos, gifs e áudios na apresentação. 

Apesar disso, profissionais da educação pelo país ainda estão inseguros com o possível desequilíbrio entre os dois modelos. Além das questões como acessibilidade e conteúdo da prova, pedagogos temem pelos alunos menos privilegiados que não possuem tanta afinidade com o teclado.

 

INSCRIÇÃO E PROVA EM 2020

Os interessados poderão demonstrar a preferência pelo modelo de prova durante a própria inscrição do exame, que ocorre no início do ano. Contudo, a opção eletrônica será possível apenas para 50 mil estudantes em 15 capitais brasileiras. São elas:

  • Belém (PA);

  • Belo Horizonte (MG);

  • Brasília (DF);

  • Campo Grande (MS);

  • Cuiabá (MT);

  • Curitiba (PR);

  • Florianópolis (SC);

  • Goiânia (GO);

  • João Pessoa (PB);

  • Manaus (AM);

  • Porto Alegre (RS);

  • Recife (PE);

  • Rio de Janeiro (RJ);

  • Salvador (BA); e

  • São Paulo (SP).

Em 2020, o Enem Digital será aplicado em 11 e 18 de outubro. Já a versão impressa, 1 e 8 de novembro. Ainda não foi determinado o valor, mas a taxa de inscrição será a mesma para ambos modelos. 

 

MAIS provas do ENEM POR ANO

Além da modernização da prova, o MEC também anunciou o plano de realizar o Enem mais de uma vez por ano. A intenção é oferecer cada vez mais oportunidades para que os candidatos possam disputar no Sisu.

  • 2020: 

    • 1x Enem Tradicional

    • 1x Enem Digital

  • 2021: 

    • 1x Enem Tradicional

    • 2x Enem Digital

  • 2022 a 2025: 

    • 1x Enem Tradicional

    • 2-4x Enem Digital

  • 2026: 

    • Enem Digital sob demanda.

 

O modelo digital do Enem será opcional até 2025 para quem ainda preferir a aplicação em papel, contudo, em 2026 essa alternativa deve deixar de existir. Com a digitalização completa do exame, o governo espera que a prova se torne mais acessível sob demanda e personalizadas ao curso desejado pelo aluno.

 

CURTIU A N0VIDADE?

Embora a intenção de modernizar a prova seja excelente, muitos fazem críticas sobre o quão acessível será o novo modelo eletrônico, visto que muitas regiões do interior ainda nem tem energia elétrica. Mesmo assim, tudo indica que as autoridades prosseguirão com a intenção de digitalizar a prova.

Fique com esses links para mandar bem no Enem:

 

O que você achou da estratégia do MEC? Você escolheria a versão impressa ou digital?

 

comaprtilhar 1 0 0 534
CONTEÚDO EXCLUSIVO GRATUITO